Quedas nas pessoas mais velhas: Fatores de risco

idosos_8c8afbb516

Com o avançar da idade, a estrutura óssea e muscular, bem como as articulações, ficam debilitadas e levam muito mais tempo para recuperar. Estas alterações são propicias para a ocorrência de quedas. Sendo assim, ter conhecimento sobre os principais fatores de risco para a quedas nas pessoas mais velhas é muito importante para que seja possível evitá-las e preservar ao máximo a saúde das pessoas.

Principais fatores de risco nas pessoas mais velhas

Riscos de queda relacionados com a idade

  • Gênero: estudos revelam que as mulheres tem maior risco de queda;
  • Histórico prévio de quedas;
  • Uso de 4 ou mais medicamentos simultaneamente;
  • Dificuldades em andar ou desequilíbrio;
  • Dificuldades cognitivas;
  • Alterações da visão;
  • Alterações ortopédicas
  • Estado psicológico;
  • Grau de dependência.

Risco de quedas relacionados com o ambiente

  • Iluminação insuficiente;
  • Piso escorregadio;
  • Ausência de corrimão;
  • Tapetes soltos;
  • Obstáculos mobiliários;
  • Roupas muito largas;
  • Sapatos inadequados.

Riscos de queda relacionados com o comportamento

  • Sedentarismo;
  • Alta atividade doméstica.

Dicas para prevenir as quedas

  • Promover e incentivar a prática de atividades físicas para reforço muscular e equilíbrio;
  • Remover possíveis obstáculos das áreas de circulação da casa, como mesas de centro;
  • Deixar os objetos mais utilizados no dia a dia em locais de fácil acesso;
  • Evitar o uso de tapetes, sobretudo na casa de banho;
  • Manter uma boa iluminação interna;
  • Disponibilizar um interruptor de luz ao lado da cama da pessoa;
  • Disponibilizar calçado adequado, de preferência com sola antiderrapante.